05/12/16

Chape é declarada campeã e garante ao menos US$ 4,8 mi em premiações

Atlético Nacional fez homenagem à Chapecoense no dia que seria a decisão
 (Foto: Reprodução)


A Conmebol definiu nesta segunda-feira que a Chapecoense é a campeã da edição de 2016 da Copa Sul-Americana. A decisão já estava tomada desde a última quinta-feira, como revelado pelo GloboEsporte.com, e foi oficializada em reunião virtual do Conselho da entidade – que tem representantes dos 10 países sul-americanos.

A Chape, que na semana passada perdeu jogadores, comissão técnica e dirigentes na tragédia da Colômbia, agora tem vaga garantida na Recopa Sul-Americana de 2017 (que disputará contra o Atlético Nacional de Medellín em data a ser definida) e na fase de grupos da Taça Libertadores do ano que vem.

A decisão da Conmebol reforça as finanças da Chape. Pelo título da Sul-Americana, o clube catarinense vai receber premiação de US$ 2 milhões. Pela vaga na Recopa, mais US$ 1 milhão. A participação na Libertadores renderá ainda mais US$ 600 mil por jogo como mandante. Como fará ao menos três partidas na fase de grupos, o time catarinense já garantiu US$ 1,8 milhão.

Chapecoense é declarada campeã da Copa Sul-Americana de 2016 (Foto: Giba Pace Thomaz/Chapecoense)

Medicamentos vencidos com etiquetas de Apodi são encontrados jogados próximo a Severiano Melo




Nas redes sociais na manhã desta segunda-feira 05, populares denunciaram um montante de medicamentos jogados próximo a comunidade de Malhada Vermelha no município de Severiano Melo, que pelas fotos de algumas etiquetas identificam como sendo pertencentes ao município de Apodi.

Populares de Severiano Melo informaram que o medicamento oferece risco as crianças da comunidade, por isso ingressaram com uma ação no MPRN, contra a ação danosa, que coloca em risco a vida de terceiros.

Com essa ação o MP deve apurar a quem realmente compete os medicamentos e tomar as providências necessárias.

Vereador Eleito Gilvan Alves prestigia VII Feira dos Produtos da Agricultura Familiar do Mansidão


Aconteceu no último sábado (03) a VII edição da Feira dos Produtos da Agricultura Familiar do Sítio Mansidão com presença do Vereador Eleito Gilvan Alves.

A feira é um momento de confraternização que oportuniza os pequenos produtores a estarem apresentando e comercializando seus produtos, furtos de sua agricultura familiar.

Com muita animação, show e diversão, “nos sentimos honrados por podermos acompanhar esta belíssima iniciativa empreendedora. Parabéns a todos os organizadores e idealizadores”, disse Gilvan.

"A base da construção do nosso município é a agricultura familiar, sendo presente durante toda nossa vida, por exemplo, meus pais até hoje vivi da agricultura no Sítio Bamburral. Então, meus amigos, nada mais justo olharmos com bons e profundos olhos estas iniciativas, divulgando-as quando pudermos e ajudando", acrescenta.

Também estiveram presentes os vereadores eleitos Charton Rêgo e Paulo de Telécio e o vereador Costinha Costa.

Prefeito Flaviano segue acompanhando obras de paralelipípedos na cidade e zona rural

Vila de Santa Rosa II

O prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro amanheceu o dia visitando o canteiro de obras da segunda etapa da pavimentação da vila de Santa Rosa II, zona rural do município.

“Dentro do nosso planejamento até dia 20 de Dezembro pretendemos concluir a pavimentação das ruas: Rita Brisa, Francisco Mendes, José Martins de Vasconcelos, vila de Santa Rosa e do Distrito de Melancias. O nosso foco é trabalho pela coletividade”, destacou Flaviano.

01/12/16

Depois do MPRN enviar solicitação a PMA para não realização do show de Raimundo Fagner vira piadas nas redes sociais

Partidarismo reina na nossa cidade de ´´ Apodi´´ depois do blog anunciar que o show com cantor Raimundo Fagner que aconteceria no dia 08/12 (Próxima Quinta-Feira) foi cancelado por uma solicitação do MPRN. Um grupo específico de pessoas que preferem levantar uma cor partidária fizeram piadas pela não realização do show. 

Vergonhoso 
Vergonhoo


Vergonhoso


As vezes tenho vergonha de ser apodiense... 
Não por não amar minha cidade, mas por ter um grupo específico de pessoas que preferem levantar uma cor partidária. O assunto do momento é a contratação do Cantor e compositor Raimundo Fagner, que viria a nossa cidade fazer um show em comemoração aos 250 anos de nossa paróquia e inauguração da praça Dom José Freire. E esse grupo de pessoas depois que saiu o aviso que foi cancelado ficaram fazendo piadas pela não realização do show. #VergonhoIsso

O jovem Isacc Torres escreveu no Facebook.


OBS: 
Significado de Partidarismo
Comportamento partidário excessivo; em que há fanatismo ou exagero partidário; facciosismo ou proselitismo.

Por uma solicitação do MPRN show de Fagner é cancelado em Apodi

O MPRN emite uma notificação a prefeitura do Apodi recomendando o cancelamento do show do Cantor e compositor Raimundo Fagner que ia acontecer em comemoração aos 250 anos paróquia dia 08 próximo.

O prefeito Flaviano, de pronto, atendeu à solicitação do MPRN. Portanto, não haverá mais o show do cantor compositor Fagner.


Clique nas imagens abaixo e amplie:

Justiça afasta prefeita de Baraúna e determina busca e apreensão


Os procedimentos investigatórios deram origem a Ações Civis de Improbidade Administrativa, uma em trâmite perante a 8ª Vara Federal da Seção Judiciária do Rio Grande do Norte e duas perante a Vara Única da Comarca de Baraúna/RN. Ambos os Juízos decretaram o afastamento provisório da Prefeita Antônia Luciana da Costa Oliveira (PMDB), tendo o referido juízo estadual autorizado ainda à realização de busca e apreensão nas dependências da Prefeitura Municipal de Baraúna.

A Justiça Federal determinou, ainda: a proibição de ingresso e aproximação das dependências da Prefeitura de Baraúna/RN, bem como de contato com integrantes da administração municipal, em relação aos réus pessoas físicas; a proibição de novos empenhos e pagamentos por parte do Município de Baraúna em favor das empresas demandadas.Foi decretada, por ambos os juízes (Federal e Estadual), a indisponibilidade de bens dos réus, no valor total de R$ 3.121.141,25, sendo R$ 2.756.093,15 bloqueados pelo juiz Federal e R$ 365.048,10 pelo juiz de Comarca de Baraúna.

Fonte: RONSON PIRES

30/11/16

Intimação de partes nos Juizados Especiais do RN será feita por WhatsApp


Unidades dos Juizados Especiais de cinco comarcas iniciarão o projeto de implantação do procedimento de intimação por meio do WhatsApp. O Tribunal de Justiça do RN e a Corregedoria Geral da Justiça, por meio da Portaria Conjunta nº 19/2106, instituem nos Juizados Especiais Cíveis e Criminais do RN o procedimento de intimação de partes mediante a utilização do aplicativo de mensagens para smartphones. A medida abrange outros aplicativos de envio de mensagens eletrônicas.

A implantação do projeto se dará pelo prazo de seis meses e ficará restrito, nesse período, exclusivamente, aos Juizados das Comarcas de Caicó, João Câmara, Macaíba, Mossoró e Pau dos Ferros. Não havendo intercorrência nesse período, o projeto será expandido para as demais comarcas.

As intimações por aplicativo de envio de mensagens eletrônicas serão encaminhadas a partir do aparelho celular destinado à serventia judicial exclusivamente para essa finalidade. No perfil do WhatsApp destinado à essas serventias constará o brasão do TJRN no local da imagem.

Prefeitura de Felipe Guerra é suspeita de fraudar contratos de limpeza pública

 Em Felipe Guerra, policiais cumpriram mandados de busca e apreensão em uma das secretarias da prefeitura 
(Foto: PM/Divulgação)

A Prefeitura de Felipe Guerra, cidade da região Oeste potiguar, está sendo investigada pelo Ministério Público do Estado suspeita de fraudar licitações e contratos no setor de limpeza urbana. Nesta quarta-feira (30), sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos no próprio município, na cidade de Apodi, que fica na mesma região, e também em Fortaleza, no Ceará.

Segundo o Ministério Público do Rio Grande do Norte, as investigações são sigilosas. Em nota, o órgão disse apenas que coordenou a operação através da 2ª Promotoria de Justiça de Apodi, do Grupo de Atuação Regional da Defesa do Patrimônio Público (GARPP), do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e que contou com apoio da Polícia Militar e do Ministério Público do Ceará.

“Foi realizada a inspeção in loco do serviço de limpeza pública na cidade de Felipe Guerra no âmbito de investigação que apura possíveis fraudes em licitação e na contratação da limpeza urbana naquele município do Oeste potiguar”, afirmou o MP.

Participaram da operação sete promotores de Justiça e 20 policiais para cumprimento dos mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da Comarca de Apodi.

Em final de mandato gestão Flaviano quebra regra e não abandona o município


Todo final de mandato para uma gestão que perdeu uma eleição é o abandono da cidade. Podes fazer uma pesquisa e verás que isso é de praxe. Não é verdade? Bom, em Apodi temos uma exceção a essa regra.

Doação de cerca de R$ 40 mil em material de Limpeza hospitalar a maternidade Claudina Pinto, doação de cerca de R$ 60 mil em material médico hospitalar para o hospital Regional do Apodi.

Pavimenta asfáltica dos arredores da Praça Matriz. Pavimentação com paralelepípedos da Rua Rita Brisa, Francisco Mendes e José Martins de Vasconcelos na cidade do Apodi. A segunda etapa de pavimentação da vila de Santa Rosa e de rua no Distrito de Melancias, na zona rural do Apodi.

Dia 08 de Dezembro inauguração da Praça Matriz. Dia 17 de dezembro/2016 inauguração da escola do Góis.

Diversos lugares recebendo ações importantes no município nessa reta final de gestão Flaviano/Zé Maria. Trabalho até o fim.

Ex-companheiro dos jogadores mortos, Apodi lamenta tragédia com ex-clube

Jogador Apodi
O Lateral que atua pelo Sport, mas possui uma grande identificação com a Chapecoense. Muito abalado com o acidente envolvendo a delegação do clube catarinense, no qual atuou por mais de uma temporada, o jogador não fez questão de esconder a tristeza e ressaltou a amizade com algumas das vítimas.

Perfil de Apodi no instagram
Apodi presta sua homenagem ao seu ex-clube 


Senado conclui votação em 1º turno da PEC do teto de gastos


O plenário do Senado concluiu no início da madrugada desta quarta-feira (30) a votação, em primeiro turno, da Proposta de Emenda à Constituição 55, que estabelece um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos. A PEC ainda precisa ser analisada em segundo turno, previsto para 13 de dezembro.

O texto-base da proposta já havia sido aprovado na noite desta terça (29), mas, para concluir a votação, os senadores precisavam analisar três destaques (sugestões de alteração ao texto), que acabaram todos rejeitados. Um deles, por exemplo, excluía os investimentos em saúde e em educação do teto.

Por se tratar de uma proposta de mudança na Constituição, a proposta, para ir a segundo turno, precisava ser aprovada por pelo menos três quintos dos parlamentares (49 dos 81) e recebeu 61 votos (14 senadores foram contra) – saiba como cada senador votou.

Conluída a análise em primeiro turno, a PEC deverá ser analisada em segundo turno no próximo dia 13 de dezembro – no qual também precisará do apoio de, ao menos, 49 senadores.

Durante a sessão desta terça, a medida foi criticada por senadores que fazem oposição ao Palácio do Planalto. Os oposicionistas chamaram o texto de "PEC da maldade" porque, na visão deles, a proposta vai "congelar" os investimentos em saúde e educação.

Inicialmente, somente os líderes partidários encaminhariam os votos, mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deixou que todos os senadores inscritos pudessem discursar na fase de encaminhamento.

Embora tenha sido aprovada por 61 votos a 14, a PEC recebeu menos votos que o previsto pelo líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), que previa até 65 votos favoráveis à proposta.

Regras
A proposta estabelece que, nas próximas duas décadas, as despesas da União (Executivo, Legislativo e Judiciário e seus órgãos) só poderão crescer conforme a inflação do ano anterior.

Já para o ano de 2017, o texto institui que o teto de gastos corresponderá à despesa primária – que não leva em consideração os juros da dívida pública –, corrigida em 7,2%.

Nos demais anos de vigência da medida, o teto corresponderá ao limite do ano anterior corrigido pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Pelo texto da PEC, se um poder ou órgão desrespeitar o limite de gastos sofrerá, no ano seguinte, algumas sanções, como ficar proibido de fazer concursos ou conceder reajustes.

O texto permite, por exemplo, que um poder extrapole o teto. No entanto, nessa hipótese, será necessária a compensação do gasto excedente por outro poder.

Inicialmente, os investimentos em saúde e em educação entrariam no teto já em 2017, mas, diante da repercussão negativa da medida e da pressão de parlamentares da base, o governo concordou que essas duas áreas só se enquadrarão nas regras a partir de 2018.

Ficam de fora do alcance da proposta as transferências constitucionais a estados e municípios, além do Distrito Federal, os créditos extraordinários, as complementações do Fundeb, gastos da Justiça Eleitoral com eleições, e as despesas de capitalização de estatais não dependentes.

A PEC permite que, a partir do décimo ano de vigência do teto, o presidente da República envie um projeto de lei para mudar a forma de correção do limite.

Tentativas de mudanças
Contrários ao texto, senadores da oposição apresentaram emendas (sugestões de alteração) à proposta para que a população fosse consultada para a PEC passar a valer. Eles também queriam que o pagamento dos juros da dívida pública também respeitasse limites.

A oposição também tentou retirar do teto os investimentos nas áreas de saúde e educação, mas, em menor número, não conseguiu promover mudanças na proposta. Todas emendas foram rejeitadas.

Governistas trabalharam para derrubar quaisquer tentativas de alterações ao texto, pois eventuais modificações forçariam o reexame da PEC pela Câmara. O Planalto quer o texto promulgado pelo Congresso ainda neste ano.

Lados opostos
Relator da proposta, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), defende em seu parecer que, sem a imposição do teto, a dívida da União entrará em uma trajetória insustentável.

"O resultado final [sem o limite de despesas] é uma forte aceleração da inflação ou moratória, com consequências sobre o crescimento e a economia", diz.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), por sua vez, critica a previsão de a proposta vigorar por 20 anos. "É um arrocho por muito tempo", argumenta.

Sessão tumultuada
Antes do início da análise da PEC, Renan Calheiros suspendeu a sessão por cinco minutos para que dois manifestantes fossem retirados do plenário.

Aos gritos, Gláucia Moreli, que disse ser presidente da Confederação das Mulheres do Brasil, protestou contra o texto.

Ela foi retirada por seguranças, mas recebeu apoio de parlamentares petistas, como Lindbergh Farias (RJ), Regina Sousa (PI) e Paulo Paim (RS).

"Nós queremos as verbas da saúde, da educação, o orçamento da União ano passado foi destinado a banqueiros e só 5% para a saúde. Como vai ficar quem precisa de saúde e educação públicas? Ainda mais agora com 13 milhões de desempregados", disse Gláucia a jornalistas após ser retirada do plenário.

Do lado de fora, manifestantes contrários à PEC entraram em confronto com a Polícia Militar. Enquanto isso, Eunício Oliveira (PMDB-CE), relator da proposta, lia seu parecer favorável à aprovação do texto.

Ao longo da sessão, vários senadores da oposição pediram a Renan que liberasse o acesso às galerias do Senado. Eles queriam que representantes de movimentos sociais pudessem acompanhar a votação.

No entanto, Renan manteve as galerias fechadas ao público, alegando que a presença dos manifestantes poderia provocar tumultos no plenário.

Dos seis sobreviventes do acidente, apenas dois estão fora de perigo.


Dos seis sobreviventes do acidente, apenas dois estão fora de perigo: a comissária e o técnico da tripulação. O jogador Neto e o jornalista Rafael Henzel têm problemas respiratórios por causa das fraturas que sofreram e estão em estado crítico na UTI. 

Os dois tiveram uma recuperação importante nas últimas 12 horas. Os médicos agora vão esperar por uma melhora dos índices de oxigenação pulmonar nas próximas 48 horas. Os parentes de ambos vão chegar em breve ao hospital onde eles estão.

29/11/16

TIM vai expandir 3G para Apodi e mais 25 cidades potiguares até dezembro

Municípios que receberão o 3G da TIM este ano: 
A TIM vem ampliando sua rede e reforçando a qualidade da cobertura em todo o Nordeste. Neste segundo semestre de 2016, 342 municípios da região, ainda não cobertos com o 3G, serão beneficiados através do plano de investimentos da companhia para expansão da tecnologia.

Após Cerro Corá, Jardim de Piranhas, Jardim do Seridó, Lagoa Nova, São João do Sabugi e Serra Negra do Norte terem sido contemplados com o sinal no primeiro semestre, a ampliação da cobertura alcançará mais 26 novos municípios potiguares até o próximo mês de dezembro.




Governo do RN emite nota de pesar a todos os familiares dos envolvidos no aciedent aéreo com a chapecoense

Nota de pesar 

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte se solidariza com todas as famílias das vítimas do acidente que envolveu os atletas da Associação Chapecoense de Futebol, sua comissão técnica, jornalistas e tripulação, nesta terça-feira (29), em Medellín, na Colômbia.

As condolências são dirigidas, em especial, aos familiares e amigos do atleta norte-rio-grandense Gil, natural de Santo Antônio (RN); do jogador Artur Maia, que defendeu o América de Natal no ano de 2014; e de Bruno Rangel, que atuou na Associação Cultural Esporte Clube Baraúnas - três nomes com história no futebol potiguar que estão entre as vítimas da tragédia.

Nesse momento de comoção nacional, o Governo do RN junta-se ao sentimento de perda que envolve população, torcedores e atletas e às preces pela rápida recuperação dos sobreviventes.

Assecom-RN

Atlético Nacional pede título da Copa Sul-Americana para a Chapecoense


Adversário da Chapecoense na final da Copa Sul-Americana, o Atlético Nacional soltou uma nota na tarde desta terça-feira na qual solicita à Conmebol o título da Copa Sul-Americana seja entregue à equipe catarinense. 

- Da nossa parte, e para sempre, a Chapecoense é a campeã da Copa Sul-Americana - encerrava o comunicado divulgado pelo clube colombiano.

Atlético Nacional e Chapecoense começariam a decidir a Copa Sul-Americana nesta quarta-feira, em Medellín. A Conmebol cancelou a partida nas primeiras horas do dia e afirmou que não vai se manifestar até uma reunião no fim de dezembro. 

Confira o comunicado na íntegra

"A dor embarga rotundamente nossos corações e invade de luto nosso pensamento. Foram horas lamentáveis em estamos consternados com uma notícia que nunca queríamos ter ouvido. O acidente de nossos irmãos do futebol da Chapecoense nos marcará pela vida e desde já deixará uma marca inapagável no futebol latino-americano e mundial. Tudo isso foi completamente inesperado, por isso a dor. Tratavam-se todos eles, jogadores, corpo técnico, jornalistas e tripulação, de pessoas com muitos sonhos, por isso o choro.

A lamentação mundial foi também estendida a toda a família Verdolaga, a quem, desde seus patrocinadores, diretores, corpo técnico, jogadores, administração e torcida, manifestou tristeza e desespero pelo absurdo. A solidariedade não se fez esperar e de nossa parte acompanhamos de forma rotunda o sofrimento de todos os irmãos que nos abandonaram quem junto a seus familiares e nós, compartilhamos um grande sonho de ser campeões continentais da Sul-Americana.

Depois de estar muito preocupado pela parte humana, pensamos no aspecto competitivo e queremos publicar esse comunicado no qual o Atlético Nacional pede para a Conmebol que o título da Copa Sul-Americana seja entregue à Associação Chapecoense de Futebol como louro honorário pela sua grande perda e em homenagem póstuma às vítimas do fatal acidente que deixa o nosso esporte de luto. De nossa parte, e para sempre, Chapecoense campeã da Copa Sul-Americana 2016".

Família do potiguar confirma morte de Gil, da Chapecoense: 'Deus nos conforte'

Potiguar, Gil era volante da equipe da Chapecoense (Foto: Laion Espíndula)

“Quando vem de Deus, só podemos nos conformar. Deus nos conforte”. As palavras vêm de um dos irmãos do volante Gil, da Chapecoense, um dos mortos na madrugada desta terça-feira (29) na queda do avião da LaMia, na Colômbia. Toda a família do jogador mora na cidade de Nova Cruz, na região Agreste potiguar. 

“Uma pessoa foi socorrida ainda com vida após o acidente, mas morreu a caminho do hospital. Essa pessoa foi justamente o Gil. A última vez que ele esteve em casa, conosco, foi em dezembro, nas férias dele. Estávamos todos esperando que ele passasse o fim de ano com a gente novamente, desta vez campeão da Sulamericana. Mas, quando vem de Deus, só podemos nos conformar. Deus nos conforte”, disse José Obdiedson Alves.

Ainda segundo o irmão de Gil, os pais do jogador receberam a notícia da queda do avião ainda na madrugada. Já pela manhã, precisaram ser medicados e foram levados para um hospital da cidade. “Estamos todos arrasados”, concluiu.

Um dos irmãos de Gil é o ex-jogador Geraldo Madureira, que defendeu o ABC de Natal.

G1/RN

Traficante foragido da justiça escapa de cerco policial na zona rural de Apodi

Foto: Polícia Civil / Arquivo

O traficante Francisco Fabiano da Silva, de 28 anos, conseguiu escapar de um cerco policial montado para prendê-lo, na manhã desta segunda-feira (28), na zona rural de Apodi. Ele estava sendo procurado desde que fugiu da Penitenciária Agrícola Mário Negócio, em Mossoró.

Segundo a polícia, “Apodi”, como é mais conhecido, estava escondido na casa de familiares na comunidade de São Dimas. Durante a operação, ele teria percebido e escapou, frustrando a ação da Polícia Civil em conjunto com o GTO.

Francisco Fabiano responde a vários processos, é condenado por tráfico de drogas em Mossoró e já fugiu diversas vezes. A última vez em que foi preso foi no início do ano. Na época, ele foi detido com drogas, arma e uma rádio comunicador na frequência da polícia.

Apesar de estar foragido, no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte consta que ele está preso.

Fonte: Mossoró Hoje

Impostômetro de Apodi-RN 2016