01/07/16

Henrique é citado em denúncia apresentada contra Cunha

A terceira denúncia apresentada contra o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ, no último dia 10 de junto, tem mais quatro acusados e se referem ao suposto esquema de desvios para a liberação de recursos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa Econômica Federal. A informação é destaque no G1. A denúncia foi encaminhada em sigilo pela Procuradoria-Geral ao Supremo Tribunal Federal (STF), em 10 de junho, dentro do inquérito que apura fraudes cometidas por Cunha nas obras do Porto Maravilha, no Rio de Janeiro.

A informação foi citada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e confirmada pela TV Globo, em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual pediu a prisão do doleiro Lúcio Funaro, alvo da Operação Sépsis, uma nova etapa da Operação Lava Jato. Preso na ação, ele é apontado por delatores da Lava Jato e pela PGR como operador de propina no esquema ligado a Cunha.

Em 10 de junho, a denúncia que apareceu no andamento processual do sistema do STF foi retirada e incluída em uma petição separada. Depois foi divulgada uma outra denúncia contra Henrique Alves por suspeita de recebimento de propina em contas na Suíça – em razão de uma transferência de investigação da Suíça. Mas o decreto de prisão do doleiro Lúcio Funaro mostra que as acusações estão na mesma denúncia.

Na denúncia apresentada em junho, foram denunciados, além de Cunha, o doleiro Lúcio Funaro; um sócio de Funaro, o empresário Alexandre Margotto; o ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto; e o ex-ministro do governo Temer Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN).

Propaganda eleitoral será permitida a partir do 16 de agosto

A partir do dia 16 de agosto, será permitida a propaganda eleitoral. A partir dessa data, candidatos e partidos poderão usar alto-falantes ou amplificadores de som nas suas sedes ou em veículos, fazer comícios, distribuir material gráfico, fazer carretas e caminhadas.

No dia 2 de outubro, os eleitores vão às urnas votar para eleger prefeitos e vereadores. O segundo turno, quando houver, será no dia 30 de outubro. O segundo turno é realizado apenas nos municípios com mais de 200 mil eleitores em que nenhum dos candidatos consiga a maioria absoluta, ou seja, 50% dos votos mais um.

Vereadores de Apodi só reduzem salários do prefeito e do vice

Foto: Josenias Freitas

Após pressão popular antes e durante a sessão de hoje (30) na Câmara Municipal de Apodi "surtiu efeito" e os vereadores aprovaram somente a proposta que diminui os salários do prefeito e do vice respectivamente.

Com a medida tomada o próximo prefeito de Apodi a partir de 2017 passará a receber R$ 11.000,00 ao invés de R$ 14.000,00 que é o valor atualmente.

O vice-prefeito que ganha hoje R$ 7.000,00 vai passar a receber R$ 5.500,00 a partir de 2017.

Já os salários dos vereadores e secretários não foram alterados, permanece o mesmo valor R$ 4.300,00 (vereador) e R$ 2.700,00 (secretários).

Inaugurada a UBS do distrito de Soledade / Apodi

Nova e moderna Unidade Básica de Saúde de Soledade

Dar saúde com dignidade e qualidade à população tem sido prioridade em Apodi. Nesse sentido, mais um distrito foi beneficiado com a inauguração de uma nova e moderna Unidade Básica de Saúde (UBS).

Com grande participação popular o prefeito Flaviano Monteiro inaugurou nesta quinta-feira (30) a Unidade Básica de Saúde, localizada no distrito de Soledade. O gestor comemorou mais uma conquista para o município de Apodi e, principalmente, para os moradores da região da Chapada.

“Estamos imensamente felizes de oportunizar melhorias e investimentos em saúde para Apodi, especialmente aqui no distrito de Soledade. A Unidade de Saúde é bem ampla, confortável, com todos os equipamentos novos. Com isso, haveremos de melhorar o atendimento da saúde básica da população”, destacou Flaviano.

Secretário de Saúde - Pedro Júnior

O Secretário de Saúde, Pedro Júnior, falou sobre a importância da nova UBS para a Soledade e comunidade da região da Chapada.

“Hoje é sem dúvida um momento de muita alegria e de muita satisfação. Afinal, estamos aqui inaugurando mais uma obra, a Unidade Básica de Saúde de Soledade tão esperada por todos os moradores desta região. E como não ficar feliz e emocionado! Obrigado prefeito Flaviano pela oportunidade de trabalhar com essa equipe que tem me ajudado bastante”, declarou o secretário.


A nova Unidade Básica de Saúde de Soledade contará com uma equipe de estratégia de saúde da família e atendimento odontológico. O trabalho será realizado em um espaço amplo com consultórios; salas de vacinas e de procedimentos, esterilização.

Equipe da Unidade Básica de Saúde de Soledade

“É uma satisfação estarmos entregando para comunidade uma nova Unidade de Saúde e isso só vem melhorar o atendimento à população de Soledade e demais comunidade da região da Chapada. Estamos cumprindo com o compromisso assumido em garantir saúde pública com dignidade à população”, disse o vereador Chico de Marinete.

Participaram da inauguração secretários municipais, vereadores, líderes comunitários, profissionais liberais, agricultores, estudantes, e população em geral. Além do empresário Dalton Filho.

População prestigiou mais uma inauguração em Apodi

Criminosos explodem caixa de banco em Carnaúba dos Dantas, RN

Agência ficou parcialmente destruída com a força
da explosão (Foto: Divulgação/PM)

Criminosos explodiram um caixa eletrônico da agência do Banco do Brasil no início da madrugada desta quinta-feira (30) em Carnaúba dos Dantas, no Seridó potiguar. Parte da quadrilha cercou o destacamento da Polícia Militar para evitar a ação dos policiais.

Segundo a PM, homens armados chegaram em dois carros, invadiram a agência e explodiram o terminal. Parte da quadrilha ainda cercou a base da polícia e efetuou disparos. Com a força da explosão, parte do banco ficou destruído.

Na fuga, os criminosos espalharam grampos de metal pelas ruas da cidade, com o propósito de dificultar uma possível perseguição. A polícia não revelou a quantia levada pelos assaltantes. Até o momento ninguém foi preso.

Vereadores de município do RN aumentam salários em 77%


Sessão que aprovou reajuste de 77% no salário dos vereadores de Jucurutu aconteceu na última terça (28) (Foto: Emanuella Galvão)


Os vereadores de Jucurutu, cidade da região Seridó do Rio Grande do Norte, aprovaram um aumento de 77% nos salários para a legislatura de 2017 a 2020. Atualmente, o salário de um vereador em Jucurutu é de R$ 3.500. Com o reajuste, o valor passa para R$ 6.200. A votação aconteceu na sessão realizada na terça-feira, 28 de junho. Também foram aprovados reajustes dos salários do prefeito, vice-prefeito e de secretários municipais.

O aumento de 77% foi proposto pela Mesa Diretora da Câmara. Dos onze vereadores, sete votaram a favor do aumento, dois contra e outros dois não compareceram à sessão. A Câmara Municipal de Jucurutu tem uma sessão por semana, realizada sempre às terças-feiras. Jucurutu tem 18.450 habitantes, segundo estimativa do IBGE de 2015.

O presidente da Casa, vereador Rubinho Alves (PMDB), justificou que o aumento é para "compensar" o cancelamento de uma verba indenizatória de R$ 2.500 por recomendação do Tribunal de Contas do Estado.

"Um município que não tem merenda escolar, não está pagando o transporte escolar, está com o pagamento de fornecedores atrasados, falta o básico para o município funcionar, e os vereadores aumentam o próprio salário em quase 100%. Isso é um absurdo", disse o vereador Marcio Soares (PR), um dos que votaram contra o reajuste. Ele chegou a apresentar uma emenda para reduzir os salários em 30%, mas a emenda não foi aprovada.

Os salários do prefeito e vice vão subir 30% e dos secretários municipais 30%. O prefeito que atualmente recebe R$ 12 mil vai receber R$ 15.600 por mês. O atual prefeito George Queiroz (PMDB) admitiu a dificuldade financeira do município, mas disse que concorda com o reajuste já que, segundo ele, desde 2008 o cargo não tem aumento.

19/06/16

21/04/16

Mulher é a sexta pessoa morta a tiros em menos de 48 horas em Caicó, RN

Uma mulher foi assassinada a tiros dentro de um salão de beleza na Zona Oeste de Caicó, município do seridó potiguar, na tarde desta quarta-feira (20). De acordo com a PM, a vítima era a dona do salão, que estava trabalhando quando foi baleada. Esta é a sexta pessoa morta a tiros em Caicó nas últimas 48 horas.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma motocicleta chegaram ao salão e atiraram várias vezes. Além da dona do salão, que segundo a PM era o alvo, uma outra mulher foi baleada na perna. Ninguém foi preso.

Populares acionaram a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas a dona do salão de beleza não resistiu e morreu antes do socorro. A segunda mulher baleada foi socorrida no carro da Polícia Militar e levado até o Hospital Regional do Seridó, em Caicó. Segundo a PM, a mulher não corre risco de morrer.
Cabo Edinaldo da Costa Rangel (Foto: Arquivo familiar)

Esta é a sexta pessoa morta a tiros em Caicó nas últimas 48 horas. Na manhã desta quarta, quatro pessoas morreram em confronto com a PM. De acordo com o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) de Caicó, as vítimas foram identificadas como Arlindo Monteiro de Oliveira, de 26 anos, Afonso de Oliveira Júnior, de 20 anos, Anderson Caio Silva de Barros, de 18. A outra vítima era um adolescente de 16 anos.

Antes disso, um cabo da Polícia Militar já havia sido morto na manhã da terça-feira (19), no bairro Alto da Boa Vista, na Zona Norte de Caicó. Assim como no crime ocorrido com a cabeleireira, Edinaldo da Costa Rangel, de 48 anos, estava dentro de um carro quando dois homens se aproximaram em uma moto e atiraram nele. Dois suspeitos foram presos, mas logo liberados porque as características não batiam com o relato de testemunhas.

No sufoco! ABC consegue virada emocionante e avança à segunda fase da Copa do Brasil

O futebol seguiu, nesta noite de quarta-feira (20), o ditado popular que o classifica como uma caixinha de surpresa. Favorito, o ABC correu o sério risco de ser eliminado da Copa do Brasil, ainda na primeira fase, ao sofrer dois gols, no Frasqueirão, para o modesto Goianésia-GO. Na primeira partida, as equipes haviam empatado por 1 a 1. No entanto, a equipe potiguar conseguiu a virada, de forma emocionante, e se garantiu na próxima etapa da competição com a vitória por 3 a 2.

Os tentos do time goiano apresentado ao mundo graças ao gol que Wendell Lira marcou pela equipe, em março de 2015 – eleito o mais bonito daquele ano – foram anotados pelo zagueiro Allef, aos 30 minutos, e por Cléber, meio-campista, aos 38. O time alvinegro marcou no segundo tempo com o meia Echeverria, duas vezes, aos 14 e aos 30, e com o atacante Jones Carioca, que fez na marca de 28 da etapa final.

A vitória emocionante com o mesmo placar que a equipe aplicou ao Cruzeiro-MG, na mesma competição no ano de 2014 – considerado histórico – eleva a moral do time alvinegro que, na segunda fase, pegará o arquirrival, América, ou o Gama-DF. As equipes ainda não estrearam na competição nacional.

O jogo…

O primeiro tempo foi horrível para o ABC. O time não conseguiu se apresentar bem e, para piorar, viu um adversário oportunista pronto para surpreender. A prova disso é que a equipe goiana foi para o intervalo vencendo por 2 a 0. Os gols foram do zagueiro Allef, de cabeça aos 30 minutos, e do meio-campista Cleber, que fez após boa tabela com o atacante Nonato, aos 38.

Veio a segunda etapa e tudo mudou. O time potiguar voltou do vestiário com duas substituições: Gustavo Bastos e Gabriel deram lugar para Montanha e Echeverria. As mexidas do técnico Geninho deram certo, tanto que este último jogador foi decisivo com dois gols marcados.

No final, o lateral Caio, do Goianésia, refletiu sua decepção e inconformismo tomando dois cartões amarelos em cinco minutos e, consequentemente, sendo expulso da partida. Ele nem pode observar a festa alvinegra logo que o árbitro apitou pela última vez no jogo.

Henrique Alves tem CNH retida após se negar a soprar bafômetro em Natal

CNH de Henrique Eduardo Alves foi retida durante blitz da Lei Seca realizada em Natal 

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB) se recusou a fazer um teste de bafômetro ao ser parado em uma blitz realizada pela Polícia Militar e Detran na madrugada desta quinta-feira (21) na Zona Sul de Natal. "Como não soprou o aparelho, a carteira de habilitação dele ficou retida", afirmou o capitão Styvenson Valentim, coordenador da Operação Lei Seca no estado. Seis policiais militares também foram autuados.

Ainda segundo o capitão, Henrique Alves tem até cinco dias úteis para ir ao Detran reaver o documento. "Sem o teste do bafômetro não ficou comprovada a ingestão de bebida alcoólica. Assim, ele não vai responder criminalmente. Mas, ele ainda vai responder administrativamente e vai pagar multa de R$ 1.915,40", explicou Styvenson. O G1 tentou falar com a assessoria de Henrique, mas não conseguiu contato. 

Ainda de acordo com o capitão, a blitz realizada na madrugada terminou com 16 pessoas presas e 132 CNHs recolhidas. A fiscalização aconteceu na rotatória da avenida Engenheiro Roberto Freire com a Rota do Sol, via de acesso às praias do litoral Sul potiguar.

Um carro oficial do Estado foi apreendido. O veículo era conduzido por um policial militar, que também foi autuado por ser recusar a soprar o bafômetro. PMs da Paraíba, Pernambuco e de Brasília também irão responder administrativamente.

Lei Seca
As regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito: 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue.

Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa, perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores.

Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa.

No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue.

Operação aborda 40 veículos e notifica condutores em Pau dos Ferros

Policiais do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (CPRE) realizaram na tarde desta quarta-feira (20) mais uma intensa operação na cidade de Pau dos Ferros, no Alto Oeste Potiguar. Durante a ação foram realizadas cerca de 40 abordagens à veículos com a notificação de quatro condutores. Também foram realizados testes de alcoolemia.

Em 2015, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) bateu recordes de produção em suas fiscalizações de trânsito. Em um ano mais de 204 mil veículos foram fiscalizados e cerca de 7.300 veículos irregulares apreendidos por irregularidades diversas. Para a Secretaria, estas ações foram importantes para a redução dos crimes naquele ano. 

Dezessete dias sem o Professor Alcivan Medeiros faz população caminhar no “Queremos Justiça” em Felipe Guerra


Fotos: Márcio Costa/Divulgação 
Por Salomão Medeiros

Um silêncio que perdura dezessete dias aliado a vários questionamentos, fizeram da manhã de hoje, mais uma vez de um dos principais motivos quando Professores, estudantes e população da cidade de Felipe Guerra, região Oeste Potiguar do Rio Grande do Norte, caminharam na Avenida Mira – Selva, impuseram bandeiras, faixas e cartazes pedindo solução para o desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros da Silva.

Pela segunda vez que o Movimento “Queremos Justiça” saiu hoje da Escola Municipal Maria Bernadete, entrada da cidade e tendo encerramento,no Largo da Caraíba,quando na oportunidades pessoas da comunidade escolar falaram a respeito do Professor Alcivan Medeiros.

Segundo a funcionária pública municipal, Lidiane Silveira “Estamos a dezessete dias engasgados com um grito de revolta, um grito de apelo para que se faça justiça pela perca irreparável de uma pessoa que sempre lutou por seus direitos e nunca se calou diante da injustiça”, disse ela, prosseguindo com suas palavras “Nosso clamor hoje é para que nos ouça, e veja que essa barbaridade não pode ficar impune. Sabemos que nada trará de volta o nosso amigo e companheiro de luta, e que essa separação material está doendo muito.
Também sabemos que o criminoso deve pagar por tal ato, porque ao tirar uma vida de uma pessoa boa, honesta e trabalhadora, ele fez chorar uma cidade inteira que hoje pede uma resolução para o caso. Estamos à mercê da criminalidade, pessoas de bem são assassinadas diariamente, e poucos são os culpados que pagam pelo mal que fazem à sociedade. Isso chega a ser revoltante”,enfatizando,durante o encerramento do Movimento “Queremos Justiça”,ao lado da Caraíba,no Centro da cidade de Felipe Guerra,numa amanhã não tão simples como de praxe.

Para o Professor Elias Góis, esteve fazendo uma reflexão perante aos professores, comunidade escolar e população ““Pode se matar uma pessoa, mas não se mata uma ideia. E o exemplo que Alcivan foi de guerreiro, de lutar pelos seus direitos, hoje está sendo refletida aqui. Estamos imitando aquele bom exemplo dele. Então quando o semeador falece, suas sementes germinam. Que mais fruto possa aparecer pelo trabalho daquele grande educador.

E que haja justiça contra esse criminoso que machucou toda uma cidade", ressaltou ele pedindo a sociedade felipense para que o caso não venha cair no esquecimento e que as autoridades e órgãos competentes possam apurar o desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros,dando respostas concretas há milhares de pessoas,sejam de Felipe Guerra,Mossoró,Santana do Matos ou de outras cidades do estado do Rio Grande do Norte ou no Brasil,que tinha o Professor Alcivan Medeiros como um cidadão exemplar e admirado pelo seu brilhantismo.

Coleta de abaixo assinado começará na próxima sexta-feira,22, em Felipe Guerra-RN
Logo após a caminhada do Movimento “Queremos Justiça” pelo desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros, professores da Escola Municipal José do Patrocínio Barra e Escola Estadual Antônio Francisco, decidiram que estarão realizando um abaixo-assinado para que dentro de próximos dias seja entregue as autoridades competentes da Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte.

No abaixo assinado serão colhidos assinaturas, e aonde a comunidade escolar da cidade de Felipe Guerra e população irão pedir a elucidação do desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros da Silva, além de punição para quem cometeu o possível o bárbaro assassinato dele.

O abaixo assinado irá percorrer todas as comunidades rurais da cidade de Felipe Guerra e zona urbana. O movimento “Queremos Justiça” realizado pela comunidade escolar de Felipe Guerra conta com o apoio dos blogueiros de Felipe Guerra, Salomão Medeiros, Márcio Costa, Tiago Gama, Edvaldo Barbosa, Ailton Costa e João Paulo Barra.

20/04/16

Soldado da PM é morto a tiros em Mossoró, RN

Alriberg Lopes França (Foto: Divulgação/PM)

Um policial militar foi morto a tiros na manhã desta quarta-feira (20) em Mossoró, cidade do Oeste potiguar. De acordo com a PM, o soldado Alriberg Lopes França estava em uma motocicleta quando dois criminosos se aproximaram e atiraram nele.

O crime aconteceu por volta das 6h no bairro Santo Antônio. Segundo o sargento Madson Cabral, fiscal de operações do 2º Batalhão da PM, o soldado estava em uma motocicleta e parou em um sinal. Dois homens, também em uma moto, se aproximaram e atiraram.

"Ele foi atingido na cabeça e morreu no local", disse o sargento Madson. O soldado Alriberg era lotado no 2º Batalhão e tinha 18 anos de carreira na PM.

FELÍPE GUERRA: Caminhada do Movimento “Queremos Justiça” pelo Professor Alcivan Medeiros acontecerá hoje

A população da cidade de Felipe Guerra, região Oeste Potiguar do Rio Grande do Norte, sairá hoje pela manhã, às 7:30 horas da Escola Municipal Professora Maria Bernadete,numa caminhada do Movimento “Queremos Justiça” pelo desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros,ocorrido no último dia 2 de Abril de 2016.

Após dezessete dias quando o carro dele Fiat Uno Evolution ,de cor prata, ano 2015, placa OWF – 7246, foi encontrado carbonizado, na comunidade Tapuio, na divisa do município de Santana do Matos e Fernando Pedroza e identificado como do Professor Alcivan Medeiros da Silva.

Nesse período de dezessete dias nem a família e as sociedades felipense e santanense sabem do paradeiro do sumiço do Professor Alcivan Medeiros, o que mediante esse desaparecimento, a população da cidade de Felipe Guerra, entre professore, estudantes, blogueiros, comerciantes e população em geral levando faixas, cartazes e vestidos de camisetas preta em forma de protesto pelo desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros, quando será cobrada das autoridades da segurança pública a elucidação deste caso.

No último dia 14 deste mês, professores da Escola Municipal José do Patrocínio Barra e da Escola Estadual Antônio Francisco, reuniram-se com os blogueiros Salomão Medeiros, Edvaldo Barbosa e radialista Zuildo Alves quando trataram da organização da caminhada do Movimento “Queremos Justiça”, pelo desaparecimento do Professor Alcivan Medeiros.

Também deverão estar hoje na cidade de Felipe Guerra órgãos de imprensa do Rio Grande do Norte, como também os blogueiros de Felipe Guerra, Ailton Costa, Tiago Gama, Márcio Costa e João Paulo Barra participando do movimento “Queremos Justiça”.

A caminhada hoje terá início em frente à Escola Municipal Professora Maria Bernadete, entrada da cidade de Felipe Guerra e percorrerá a Avenida Mira - Selva, onde terá encerramento na Caraíba, no Centro da cidade e haverá falações de diversas pessoas e mais de um minuto de silêncio. Foto:Reprodução/Professor Alcivan Medeiros

“Queremos Justiça”
#SomosTodosAlcivansMedeiros
Felipe Guerra Vai à Luta”

Planejamento Estratégico da Agricultura Familiar do RN será conhecido em consulta pública dia 25

O Governo do Estado, através do projeto RN Sustentável, receberá, no próximo dia 25 de abril, um estudo que representa a verdadeira radiografia da agricultura familiar potiguar. A apresentação do documento será realizada em Consulta Pública, no próximo dia 25 de abril, no Mini auditório da Escola de Governo, das 14h às 17 h. 

É o resultado do trabalho realizado por consultores especializados que entregarão o diagnóstico completo sobre a realidade, problemas enfrentados, riquezas disponíveis e soluções para ampliar quantidade e qualidade da produção das pequenas propriedades agrícolas. Foram quase 12 meses de trabalho, envolvendo a realização de diversas oficinas temáticas, éticas, 8 workshops territoriais focando em 6 cadeias produtivas e seus APLs (Arranjos Produtivos Locais).

O Diagnóstico e Planejamento Estratégico para o Desenvolvimento de Atividades Produtivas Agrícolas do Rio Grande do Norte, desenvolvido por técnicos do Consórcio Nippon Koei LAC, aponta caminhos e diretrizes para projetos estruturantes. Foi desenvolvida uma metodologia com foco no novo rural, no melhor aproveitamento do território, integração das cadeias produtivas e arranjos produtivos locais. 

O documento é fruto de uma análise final submetida a três eventos regionais. O plano estratégico será um norte para o melhor aproveitamento das cadeias produtivas da fruticultura, ovinocaprinocultura, cajucultura, leite e derivados e piscicultura. Oito territórios rurais foram pesquisados: Sertão do Apodi, Mato Grande, Açu/Mossoró, Agreste, Litoral Sul, Seridó, Sertão Central Cabugi e Litoral Norte Angicos e a partir destes a todo o estado.

19/04/16

Pré-candidatos do PTdoB reafirmação intenção de dispor seus nomes a renovação da câmara do Apodi

Clique para ampliar

Na manhã do último domingo, (07) o PTdoB de Apodi realizou mais um encontro com os Pré-candidatos a vereador(a) e simpatizantes na chácara de Saúde de Bevenuto, onde na oportunidade foi oferecido um café da manhã pela anfitriã.

Foi um momento muito importante para reafirmação dos pré-candidatos a vereador(a).

Temer janta com Armínio Fraga e Aécio Neves em São Paulo


O vice-presidente da República, Michel Temer, jantou nesta segunda-feira (18), em São Paulo, com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) e com o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, segundo a jornalista Miriam Leitão relatou no Bom Dia Brasil. Eles debateram o cenário da economia do país. Como Fraga já havia dito que não aceitaria cargo no governo, não houve convite de Temer para ele integrar um eventual governo caso a presidente Dilma Rousseff sofra o impeachment.

Temer viajou para a capital paulista, onde tem casa e escritório, na manhã da segunda-feira, horas após a Câmara ter votado pelo prosseguimento do processo de impeachment. O caso agora está com o Senado. Se os senadores decidirem acolher o processo, Dilma é afastada e Temer assume até a votação final.

De acordo com Miriam Leitão, no jantar, o vice estava interessado em ouvir as análises de Fraga. O ex-presidente do BC traçou um quadro preocupante sobre a situação fiscal brasileira e defendeu que o governo estabeleça metas de superávit primário crescentes e aceite estabelecer em lei um limite pra a dívida pública.

Durante todo o tempo que falou, Armínio alertou o vice presidente para a gravidade da situação econômica e chegou a dizer: "isso é uma emergência".

Temer tem analisado outros nomes para um eventual governo, como o do senador José Serra (PSDB-SP), que tem forte tendência fiscalista no trato das contas públicas. Outro nome que vem sendo cogitado é o do economista Murilo Portugal, que serviu a vários governos, foi secretário do Tesouro no governo Fernando Henrique Cardoso e foi secretário-executivo do Ministério da Fazenda no governo Luiz Inácio Lula da Silva. Atualmente, está na Febraban.

Henrique Meirelles, ex-presidente do BC no governo Lula, também é lembrado com frequência. Outro nome que está em todos os estudos de montagem de equipe de um possível governo Temer, para a área social, é o do ex-deputado e ex-ministro Roberto Brant.

Ao longo da tarde, no escritório em São Paulo, Temer recebeu aliados, comos o ex-ministros do governo Dilma Moreira Franco e Thomas Traumann.

Senado vai ler votação do processo de impeachment de Dilma nesta terça

A mesa diretora do Senado vai ler nesta terça-feira (19) o resultado da votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara e determinar a criação da comissão especial na Casa. O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), vai se reunir com líderes partidários para definir os prazos e o ritmo de trabalho e a proporcionalidade de vagas na comissão para cada bancada.

A sessão será antes da abertura da ordem do dia e, a partir da leitura, os líderes partidários poderão indicar representantes para a comissão especial do impeachment do Senado, que terá 21 membros titulares e 21 suplentes.

Renan e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, anunciaram na segunda-feira (18) que vão compor conjuntamente um roteiro para determinar os próximos passos do processo do impeachment.

Após reunião, ambos informaram que o roteiro será primeiro elaborado entre as assessorias jurídicas do STF e do Senado.

Depois, o documento será submetido a todos os ministros do próprio STF numa sessão administrativa para verificação se está de acordo com os parâmetros que serão considerados:
- a Constituição;
- a Lei 1.079/1950 (sobre crimes de responsabilidade):
- o Regimento do Senado
- o rito adotado no impeachment do ex-presidente Fernando Collor; e
- recente decisão da própria Corte que alterou rito que vinha sendo seguido pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Não deverá ser criado um rito novo para o processo, mas apenas consolidadas todas as regras já existentes num único documento.

"Temos dados objetivos em que vamos nos basear. Os prazos já estão nos documentos, vamos objetivar o que está nesses quatro parâmetros”, explicou Lewandowski.

Renan Calheiros disse que conversou com Lewandowski sobre “alguns cenários” de prazos a serem cumpridos, mas não adiantou quando efetivamente o Senado realizará a primeira sessão para decidir se admite a denúncia (que pode levar ao afastamento de Dilma da Presidência), nem quando será o julgamento final, que pode tirar definitivamente o mandato.

“Como presidente do Senado, eu queria repetir, nós vamos observar todos os prazos, garantir direito de defesa, processo legal e eu vou, como presidente do Senado, em todos os momentos, manter a isenção e a neutralidade, que são fundamentais para que nós possamos chegar a bom termo”, afirmou Renan Calheiros. Questionado por jornalistas, ele não disse se vai votar no caso, como fez Eduardo Cunha.

Em entrevista à imprensa, Lewandowski também foi questionado sobre em que momento poderá participar do processo.

Segundo a Constituição, cabe ao presidente do STF comandar a sessão final de julgamento, em que são necessários 2/3 dos senadores para condenar a presidente.

O ministro disse que o assunto ainda está sendo discutido, mas adiantou que poderá atuar só após a primeira decisão de plenário, a ser comandada por Calheiros, de admitir a denúncia e afastar a presidente.

“Possivelmente o presidente do Supremo Tribunal Federal presidirá a partir da pronúncia [segunda votação em plenário] à sessão de julgamento [terceira e final]. O presidente Renan presidirá a sessão de admissibilidade, esta é a direção que nós estamos aventando”, afirmou Lewandowski.

Nessa tarefa, Lewandowski disse que poderá, durante os trabalhos da comissão que analisa a denúncia, decidir sobre questionamentos contra diligências (atos de investigação), depoimentos de testemunhas ou provas admitidas no processo.

‘Processo traumático e longo’
Durante a entrevista, Renan Calheiros disse que o processo de impeachment "é um processo traumático e longo”.

“Aproveitei a oportunidade para dizer da isenção, da neutralidade, do meu compromisso com o processo legal, que do ponto de vista do senado federal vamos fazer tudo, absolutamente tudo, para que nós cheguemos a um bom termo, sem nenhum trauma, porque como todos sabem, esse processo de impedimento é um processo traumático e longo”, afirmou, sobre a reunião com Lewandowski.

O presidente do Senado afirmou que durante todo o dia recebeu pessoas que queriam “agilizar” ou “delongar” os procedimentos, mas afirmou que “isso não é possível”, reiterando que deverá respeitar as regras já estipuladas, sobretudo relativas ao direito de defesa da presidente Dilma Rousseff e ao contraditório.

Calheiros foi questionado se Dilma manifestou, em reunião mais cedo nesta segunda, desejo de um processo mais rápido ou mais lento.

“Não, porque eu fiz questão de dizer que nós íamos seguir o processo legal e todos os prazos, inclusive os prazos de defesa”, respondeu.

Questionado novamente se iria votar no processo, como fez Cunha, Renan Calheiros respondeu:

“Cabe ao Senado Federal processar e julgar. No Senado Federal, por exemplo, com certeza, não vai ter voto em função do que a família quer ou não. O julgamento será um julgamento de mérito, se há ou não há crime de responsabilidade”, declarou.

O presidente do Senado informou que a partir desta terça (19), os líderes dos partidos começarão a indicar os membros da comissão especial do Senado que irá analisar a denúncia. Ele negou possibilidade de interferência na escolha do relator do caso e do presidente do colegiado, que caberá aos próprios membros da comissão.